domingo, 24 de fevereiro de 2013

Bando de Imagens e Dados

Banco de Imagens
Para o registro das ações foi necessário criar um banco de imagens que apresentasse de forma simples e clara as mudanças ocorridas nos rios e córregos do município de São Caetano do Sul devido às ações humanas. As imagens foram conseguidas a partir da pesquisa em bancos de imagens dos arquivos históricos do município e registro fotográfico das ações realizadas durante 08 meses de atividades. Foram  organizadas em um banco de dados utilizando o software Windows Power Point, no formato de uma linha do tempo que se inicia em 1918 e vai até o ano de 2011. Esta comparação entre passado e presente mostra como foi impactante o tipo de  do uso e ocupação do solo no entorno destes rios e córregos. O banco de imagens conta com 970 imagens da equipe de coleta e análise e dos rios e córregos em questão. Sendo 266 do Rio Tamanduateí, 285 do Córrego dos Meninos, 37 do Córrego das Grotas, 80 do Córrego Utinga, 16 do Córrego dos Moinhos e ainda 286 imagens das análises em laboratório. Para a divulgação de informações e imagens o projeto conta com um perfil na rede do Orkut, Facebook, MSN para conversação e por fim um Blog que publica as imagens, postagens de textos e novidades.











Pesquisadores: Amanda B. dos Santos, Caio C. dos Santos, Karoline Ferreira dos Santos e Mayara B. C. Nogueira.
Orientadora: Marta Ângela Marcondes


Banco de Dados

O Projeto IPH – Índice de Poluentes Hídricos faz um acompanhamento, desde outubro de 2010, dos parâmetros de qualidade das águas dos rios Tamanduateí e dos Meninos, bem como os córregos Utinga, Moinhos e Grotas que interligam a cidade de São Caetano do Sul, desta maneira houve a necessidade da criação de um banco de dados e da tabulação das informações obtidas em campo e em laboratório pela equipe do projeto desenvolvido e subsidiado pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul, USCS. Sendo assim, este estudo teve como objetivo a correlação de dados das diferentes análises realizadas de forma clara e simples, através do arquivamento das informações em um banco de dados, com a formação de histórico dos parâmetros observados, possibilitando análises detalhadas das condições encontradas durante o projeto. Para criação do banco de dados foi utilizado o software Microsoft Excel, onde os dados se encontram organizados por ordem cronológica, divididos por rio/córrego e subdivididos em pontos numerados. Nesta etapa do projeto as informações estão em processo de análise de conteúdo, levando-se em consideração os dados cruciais para a primeira divulgação oficial sobre os estudos realizados. O estudo está em andamento, não havendo conclusões definitivas a cerca do trabalho até o presente momento, porém sabe-se que a organização destes dados é de suma importância para a criação do Índice de Poluentes Hídricos.

Pesquisadores: Livia G. Rios, Rafael Mellilo
Orientadora: Marta Ângela Marcondes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: Todas as informações contidas neste blog são proibidas de reprodução sem autorização dos responsáveis.

Receba as postagens automaticamente no seu email, Cadastre-se!